A vida sempre dá uma nova razão

Incrível como as surpresas da vida se desenham como se fossem uma montanha russa, e basta aquela sensação gostosa de estar no alto, seguro em um ambiente completamente confiável, pra que logo em seguida venha aquela sensação de chão desabando, um buraco se abrindo,  que parece que vai sugá-lo a qualquer momento se nenhum aviso prévio e sua vida irá ruir de uma vez por todas. É nesse ponto que digo que não iremos falar de cair ou levantar, e sim das novas razões que a vida sempre te dá.

diogovinicius

Entre motivos, erros e acertos, a vida sempre te apresenta uma série de surpresas que se você realmente estiver atento e disposto, podem ser muito boas. Um novo trabalho, uma nova publicação, uma viagem inesperada, e por que não uma paixão inesperada? Curtir a natureza, sorrir com leveza, cantar no meio da rua, dançar junto a lua e muito mais o que a vida ainda tem a oferecer. Ter fé de que algo bom pode surgir é o que realmente possibilita isso acontecer.


Sei lá, mesmo sem entender, até alguém pode se tornar uma surpresa boa pra você e algumas coisas da vida é preferível viver do que simplesmente entender. Queridos leitores, essa nossa querida montanha russa que é a vida nunca deixa de descer e subir, muitas vezes é preciso o choro engolir e respirar bem fundo pra receber bem as novas razões que irão surgir quando você começar a subir.

“Sei lá, sei lá, só sei que é preciso paixão.
Sei lá, sei lá, a vida tem sempre razão.”

Relacionados

Caminhos diferentes, o destino é o mesmo Já parou para pensar como ficamos perdemos tempo julgando as escolhas alheias? Julgamos o tempo todo - e sem parar. Julgamos besteiras. Julgamos coisas importantes. Julgamos rápido demais. Julgamos de forma lenta, mas não menos letal. Julgamos com ódio. Julgamos com falso amor. Julgamos. (Suspiro). ...
Sobre a busca por equilíbrio Há pouco mais de 5 anos, comecei a praticar Yôga a pedido da minha mãe. Sempre tive curiosidade, mas o interesse nunca foi suficiente. No início da prática, a absorção do real significado da Yôga não era visível para mim, sempre que iniciávamos a vocalização dos Mantras eu começava a rir, achava a m...
Quem paga o preço da tua liberdade? Recentemente me peguei bem chateado por não estar achando o material para fazer minha aula de capoeira. A chateação estava bem ligada à "sacanagem" que estava acontecendo, pois deixei em um lugar onde não estava mais, e ainda era bem raro conseguir ir a capoeira com regularidade, o resultado foi que...
A Vida Secreta de Quem Sonha Acordado Você já teve aquela sensação de assistir um filme e o personagem principal ter traços similares ao seu? Nos últimos dois meses, senti isso em pelo quatro filmes que vi. Em Entre Abelhas, longa nacional estrelado por Fábio Porchat, pude relembrar uma fase antiga minha - o egoísmo. No estranho Cala a ...