Entrevista com Felipe Goifman – Maranhão: litoral de histórias e encantos

Hoje a gente trouxe uma entrevista exclusiva com um fotógrafo muito talentoso que desbrava as regiões brasileiras, mostrando o que nosso país tem de melhor através de registros únicos.

Vou apresentar à vocês o querido Felipe Goifman

 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

 

Felipe tem 50 anos ,  mineiro de nascença e carioca de coração, mora no Rio de Janeiro desde os 5 anos de idade. É formado em Jornalismo. Chegou a iniciar o mestrado em Fotografia na Universidade Paris VIII, na França, onde viveu 3 anos, mas acabou voltando para o Brasil, de acordo com Felipe, ele voltou no “melhor momento das revistas de viagem”.

Possui diversos projetos fotográficos publicados e hoje em especial nos vamos falar do livro  Maranhão: um litoral de histórias e encantos

Livro Maranhão: um litoral de histórias e encantos - Felipe Goifman
Livro Maranhão: um litoral de histórias e encantos – Felipe Goifman

 

Tivemos o prazer de bater um papo com esse grande fotógrafo brasileiro!

 

SoT – Felipe, conte-nos um pouco da sua trajetória como fotografo. Como começou sua carreira?

“Comecei a bisbilhotar e a trabalhar com fotografia há mais de 30 anos, quando eu tinha 17. Fiz cursos, fui assistente e comecei a viajar para fotografar e a fotografar para viajar. Não parei mais. Comecei a trabalhar em revistas na antiga Manchete (Ed. Bloch), onde entendi que a minha fotografia se destinava aos ensaios fotográficos, às grandes reportagens (quanto maiores, mais páginas publicadas, melhor) e aos livros”.

Felipe_SoT
Foto: Felipe Goifman

“Como produzia muitas matérias sobre cultura brasileira, criei o hábito de escrever, traduzir para o inglês e oferecer o trabalho para revistas estrangeiras. Oferecia diretamente e através de uma agência holandesa, chamada The Cover Story. Bons tempos. Publiquei em revistas de  mais de vinte países e pelo menos 6 alfabetos e participei de um programa de 45 minutos para uma série da televisão holandesa, cujo tema era um fotógrafo produzindo uma reportagem para uma revista. O meu programa foi sobre o carnaval do Rio de Janeiro através dos componentes da escola de samba da Rocinha, a maior favela da America Latina. Durante toda a minha carreira, sempre o maior prazer foi a produção de livros. Estou indo para o meu sétimo livro e participei de outros tantos”.

“O que torna um fotógrafo brasileiro interessante para o mundo é olhar para a aldeia dele. Quanto mais local, mais universal…”

Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman

 

Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman

SoT – Por que a escolha do Maranhão como objeto de um dos seus trabalhos?

“Sempre tentei mergulhar profundamente nesse universo, buscando a compreensão e o conhecimento necessário para transmitir ao mundo o meu olhar sobre a Brasilidade”.

Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman

O Maranhão é um país, tem uma cultura própria, muito particular.”

livro maranh‰o Ð GEIA 4

Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman

“Os escravos vieram do Benin, tem Tambor de Mina misturado com Sebastianismo em vez de Candomblé, foi fundado pelos franceses e foi a última grande reportagem que tinha feito no Brasil antes de mudar para Paris”.

Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman

“A partir da França, comecei a publicar reportagens sobre o Maranhão, “La France Equinoxialle” em revistas de vários países. Quando voltei para o Brasil, fiz dezenas de viagens e reportagens para as revistas Terra, National Geographic (algumas com meu grande amigo e parceiro profissional, Ronaldo Ribeiro, editor da National Geographic)”.

Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman

Viajava de Parnaíba, passando por Tutóia, Paulino Neves e Barreirinhas, atravessei os Lençóis Maranhenses algumas vezes à pé, de cavalo e de bicicleta. Pelo litoral e do sertão até a Queimada dos Britos, Santo Amaro, Travosa, onde pegávamos o barco para São José de Ribamar. No litoral ocidental, viajei de barco de São Luis e  Alcãntara à Cururupu e Ilha dos Lencóis.

Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman

“O Maranhão tem um tempo próprio, mais aconchegante que a neurose aqui do sudeste”.

Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman

 

Foto: Felipe Goifman
Foto: Felipe Goifman

 

SoTE o que podemos esperar do seu trabalho para o futuro?

“Estou produzindo dois livros atualmente, sempre seguindo esse viés histórico-geográfico: O primeiro é chamado: Em Busca de Sefarad – De Portugal a Recife, que conta a saga dos cristãos novos e judeus na formação do Brasil e de Recife, a partir da Inquisição e  das perseguições em Portugal, da fuga para Amsterdã e da formação de Recife. É um desafio, pois ao contrário do Maranhão, tenho que construir uma história visual com a ausência, muito mais do que com a presença do tema principal do livro”.

“O outro projeto é sobre Visconde de Mauá, lugar icônico no alto da Serra da Mantiqueira, na fronteira dos estados do RJ e MG,, onde iam viver os hippies  no auge dos anos 70 e da Contracultura. Lugar cheio de cachoeiras e adeptos da cultura oriental, alimentação vegetariana e vegana, Uma das melhores qualidades de vida que já vi na minha vida”.

E ai curtiu conhecer esse trabalho? Comenta aqui embaixo!

Quem curtiu o trabalho do Felipe Goifman, pode correr para adquirir os livros diretamente com o autor pelo Facebook, pelo Mercado Livre, Livrarias Leitura.

Em São Luis, na Livraria Poême-se!  O Riba vai atender você com muito carinho na Rua João Gualberto, 52 – Praia Grande, São Luís – MA, 65010-300 – (98) 3232-4068

Leitores do Sobre o Tatame tem 10% de desconto na compra! Quem se interessar entra em contato com a gente que disponibilizamos os cupons! Mas corre que são limitados!

 

 

 

 

Relacionados

SoT Entrevista – A magia na fotopoesia de He... A jovem fotógrafa Helen Salomão da Silva e Silva, de 21 anos, com formação em Arte e Tecnologia, transborda poesia através de suas lentes que registram empoderamento, feminismo, amor e muito mais. A baiana, natural de Salvador, nos concedeu a oportunidade de conhecer um pouco mais do seu trabalho fo...
Love is Free: vídeo mostra garotas de patins na no... Topei com esse vídeo no fim de semana e tudo que consegui pensar foi: "Que viagem, que vibe!" Abaixo um vídeo que traz um grupo de garotas que, simplesmente, saem para patinar nas belas noites da cidade de Barcelona, na Espanha. A fotografia, a trilha e a maneira que o vídeo foi montado mostra qu...
Série de fotos mostra porque o São João do Maranhã... O mês de junho é um dos mais queridos para quem mora no nordeste, isso porque representa um dos meses com maior impulso e valorização cultural por conta dos festejos juninos. Por meio de comidas típicas, danças, ritmos, músicas, apresentações e manifestações, é um mês que, também, revisitamos um pou...
Como se conectar com qualquer pessoa em apenas 4 m... Desde novo uma coisa que sempre gostei foi de conversar. Talvez por perceber de maneira tão singela como cada pessoa observa o mundo, tira suas conclusões, muda a percepção e valida a máxima que nada é completamente imutável. E em meio a isso, acabava/acabo me conectando a história de vida de cada p...