Eu curto esse pequeno momento antes da tempestade

Vale o play:

Engraçado como o mundo pode virar, assim de uma hora para outra. E nessa inconstância que nos equilibramos e percebemos que viemos para aprender. E quando falo aprender, é dar a cara a tapa e por mais que muitos te chamem de ‘maluco’, você pode até não saber o que quer, mas tem a absoluta certeza do que não quer. Entende?

A vida é boa, divertida e dura também e não temos a mínima ideia para onde vamos, apenas palpites e mais palpites. É entender e desfrutar da jornada que nos propormos e experimentar a incrível alegoria de viver.

Desculpa mesmo pela expressão à seguir, mas quando falo ela, alguns amigos e pessoas próximas sorriem quando a solto: “Eu  acho bom se fuder!“. Digo isso, porque nesses baques da vida a gente vai sabendo bem o que nos molda e entende que sua parcela tem que ser feita e que tudo é reflexo seu.

Não é se esquivar dos problemas achando que tudo vai ficar bem assim, isso é querer escapar da realidade. E essa mesma realidade é que nos brinda com cada coisa que observada com mais calma, faz perceber que tudo está disponível. Tanto as coisas ruins e boas, para exercer sua função, seja de vibrar nos momentos bons ou aprender nos difíceis.

E quando te perguntarem o que explicar isso tudo ao teu redor, apenas responda: Vai lá e veja, experiencie e seja você dono da sua jornada e peças que aparecem pelo caminho. Isso é demais.

Porque por essas e outras…

tumblr_mlfpeuhwwz1s76u1ho1_500

E calma, ás vezes, não é um dia estranho. Mas sim você transmitindo um recado pra você mesmo.

Relacionados

SoT Entrevista – A magia na fotopoesia de He... A jovem fotógrafa Helen Salomão da Silva e Silva, de 21 anos, com formação em Arte e Tecnologia, transborda poesia através de suas lentes que registram empoderamento, feminismo, amor e muito mais. A baiana, natural de Salvador, nos concedeu a oportunidade de conhecer um pouco mais do seu trabalho fo...
A necessidade de desejar sentimentos ruins aos out... Então... Precisa mesmo? Calma, não venho com papo de positividade ou que você deve passar curtir as pequenas coisas da vida (até porque deixo elas pra quem realmente sabe a importância delas, em que uns desfrutam, outros não). O que quero dizer é que parece que vivemos hoje muito à flor da pe...
Meu pai, minha mãe, meus irmãos, amigos, avó: quan... Olá, saudações de outro tempo! Como vai você, ser-do-futuro? Então, por aqui, no presente em que escrevo, tudo vai bem. A temperatura está amena e o tempo tá com cara de que vai cair um pé d’água! Por aí, já deve ter chovido, né? Ou tudo não se passou de uma peça pregada pelos céus para que to...
Eu leio, você escreve – Precisamos discutir essa r... Era uma conversa normal de bar (Veneto, para os mais íntimos), sou aquela pessoa apaixonada por boas conversas e digo sempre: as melhores teorias de dominação mundial surgem naqueles momentos, entre uma cerveja e outra. Pois bem, os assuntos foram rolando no modo aleatório, em tempos de crise polí...