Love is Free: vídeo mostra garotas de patins na noite em Barcelona

Topei com esse vídeo no fim de semana e tudo que consegui pensar foi: “Que viagem, que vibe!”

Abaixo um vídeo que traz um grupo de garotas que, simplesmente, saem para patinar nas belas noites da cidade de Barcelona, na Espanha. A fotografia, a trilha e a maneira que o vídeo foi montado mostra que, as vezes, não precisamos muito para se divertir, e bastam apenas disposição e um bom motivo para celebrar a vida.

Entre quedas, sorrisos, sensualidade e muita luz natural, as imagens passeiam por um cenário boêmio, clássico e moderno ao mesmo tempo. Tudo isso se mistura ao jeito clássico ou “old school” das garotas sobre os patins Quad, modelo mais voltado para patinação artística.  

O filme é do Greg Mirzoyan e usa a música “Falling out” da Selah Sue. Se liga só:

E aí, deu vontade de sair desbravando a noite com seu esporte favorito?

Relacionados

Você tem só 14 anos de vida, o que você faria? Temos uma mania chata de reclamar de tudo: a falta de tempo, o programa que gostaríamos de fazer, aquela viagem que nunca sai, o amor que se foi ou o que ainda não chegou. A amizade que nunca mais viu pela falta de coragem de fazer acontecer o encontro, o filme que perdeu porque saiu de cartaz, o tr...
“Poema sujo”: maranhense dá vida a poe... No último domingo (4), o mundo se despediu do lendário poeta maranhense, Ferreira Gullar. Dono de obras literárias marcantes, ele sofreu com o exílio da Ditadura Militar e rodou o mundo visitando países como Rússia, Chile, Peru e Argentina e deixou um legado na poesia. Um deles é "Poema Sujo", em qu...
15 belas cenas de filmes para você emoldurar e col... Se você aprecia filmes não só apenas pela história ou enredo, mas no contexto completo vendo elementos como: trilha sonora, desenvolvimento, efeitos, montagem, planos, atuação e, principalmente, fotografia, o que trouxemos hoje vai animar você. São cenas de filmes que poderiam muito bem estampar aqu...
Vídeo mostra o choque tradicional e moderno do Jap... Morei no Japão por um ano. Meus pais foram para lá quando eu ainda era um bebê e, aos 9 anos de idade, fui parar lá depois de uma conversa informal com a minha mãe pelo telefone (na época internet não era um luxo tão simples assim). Em um ano, estudei com os anfitriões, aprendi (apesar de hoje estar...